segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Resenha | Princesa Mecânica - Cassandra Clare - Livro 3




Autor: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 434
Avaliação:
      


O terceiro e último livro da série "As Peças Infernais" descobrimos enfim a verdadeira origem de Tessa Gray. Assim que o livro se inicia, há uma introdução de um drástico acontecimento da família Starkweather, o qual tem ligação direta com a protagonista. Com a localização de Axel Mortmain ainda desconhecida, Charlotte novamente sente-se encurralada pelo Cônsul Josiah Wayland, que exige resultados. Enquanto Will precisa se adaptar novamente com a presença de sua irmã Cecily, os irmãos Lightwood sofrem uma grande decepção pela doença de seu pai Benedict Lightwood. E agora que Jem e Tessa estão noivos, o jovem toma uma medida desesperada para viver seu grande amor.

De todos os livros que li de Cassandra Clare, esse foi o mais impactante. Há um grande ciclo de histórias se interligando e muitas famílias envolvidas. Novamente o vilão Mortmain fará de tudo para colocar suas mãos em Tessa, porém sua ação afetará diretamente Jem Carstairs, deixando a vida do rapaz por um fio. Todos precisam se unir contra o inimigo chamado tempo, e tudo fica muito angustiante para o leitor. 

Nos outros dois livros, os caçadores de sombras fazerem de tudo para proteger Tessa, porém agora todos estão preocupados com o estado de saúde Jem Carstairs, mudando a dinâmica do grupo, fazendo-os ficarem vulneráveis pelo excesso de atenção que estão dedicando aos conturbados fatos que não param de acontecer. Além disso, cada personagem tem "um problema extra" que precisa resolver e a Clave mostra-se indecisa entre confiar ou não em Charlotte Fairchild. Mortmain revela todo seu potencial, semeando a guerra, usando todo mal com suas peças infernais imbatíveis e Tessa transformasse no imaginável para salvar aqueles que ama. 

Tudo é muito intenso. Will lutando para salvar seu parabatai, Tessa lutando para salvar Jem e Jem tentando salvar ambos. E você fica pensando: "Em um triângulo amoroso, um dos lados não pode acabar bem..." e então vem Cassandra Clare e simplesmente destrói seu coração e tudo que você imaginou para o final desses três personagens tão apaixonantes. 

Eu tive uma mega ressaca literária depois desse livro, não conseguia tirar a origem perfeita de Tessa Gray da cabeça, foi maravilhosa a forma que ela foi criada e escrita. E o que acontece com Jem... Como superar isso? Foi como ser Will Herondale e sentir a dor possuir seu corpo em busca de um significado para sobreviver após os fatos. E a criação de Henry Branwell e Magnus Bane? Foi brilhante! Parece que por mais que Magnus tentasse ir, sua história sempre estará ligada aos Shadowhunters. Sem falar das diversas despedidas entre tantos personagens queridos e marcantes dessa trilogia das Peças Infernais. 

Esse livro também possibilita que o leitor entenda melhor as famílias dos Caçadores de Sombras, tendo uma base sólida de quem foram os anteparados dos personagens das séries do tempo atual como "Instrumentos Mortais" e "Artifícios das Trevas". Compreendendo assim a herança genética dos cabelos ruivos dos Fairchild, por exemplo, ou uma arma de família como a espada Cortana de Emma Carstairs. 

Enfim, para você que nunca leu nada de Cassandra Clare, "As Peças Infernais" é um grande começo! Essa trilogia já se tornou uma das minhas favoritas e super recomendo para todos que amam histórias entre anjos e demônios. #Recomendo

Nenhum comentário:

Postar um comentário