quinta-feira, 26 de junho de 2014

Citações do Livro "Garotas de Vidro" (8)


"Fantasmas esperam nas sombras da sala, tremeluzindo devagar. Os outros podem vê-los também, eu sei. Todos têm medo de falar sobre o que nos encaram do escuro."

"Não existe cura mágica, nem como fazer tudo desaparecer para sempre. Existem apenas pequenos passos adiante; um dia mais fácil, uma risada inesperada, um espelho que não importa mais.

Estou descongelando."

"... Quando eu era uma garota de verdade, minha mãe me alimentava com seus sonhos de vidro, uma colherada por vez."

"Eu sabia o quanto machucava ser filha de pessoas que não te enxergavam, nem mesmo se você estivesse na frente deles pisando em seus pés."

“...corpo encontrado em um quarto de motel, sozinho... Ela ligou trinta em três vezes.”

"Vá embora. Lia precisa dormir por cem anos em uma caixa de vidro fechada. As pessoas que saberão onde a chave está escondida morrerão, e ela finalmente vai poder descansar um pouco."

"Eu sei que sou eu, mas não sou eu, não de verdade. Não sei como sou. Não consigo lembrar como é que a gente faz para parecer alguma coisa."
Pág. 84."

"Mordi, mastiguei, engoli dia após dia, e menti, menti, menti (Quem quer se recuperar? Levei anos para chegar aquele peso. Eu não estava doente; eu estava forte)"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atividades do Blog